en   fr   de   ro   es   it
  
     Username:  Password:  

registerforgot password?

Tuesday, 29 July 2014
Navega por artistas Navega
LAST  Advertisements
LAST  Last Queries

 


Escuchar SAMBA ENREDO CARUMBE 2010 (LETRA)


Letras

Hoy Necesito (Cómplices)

Hoy necesito
Que me abraces fuerte
Sin excusas, sin palabras
Solo abrazos
Que no tengas prisa
Que no me recuerdes
Que solo somos
La apariencia de este barro

Hoy necesito
Que me abraces fuerte
Por encima de los miedos
Y prejuicios
Que alcances ya los huesos
Y me despiertes lejos
De esta torpe selva
A fin de siglo

Y no me preguntes
Que es lo que pasa
No traigo heridas
Pero solo que preciso
Notarte bien dentro
Sentirme en casa
Saber que es muy cierto
Que estoy contigo

Hoy necesito
Que me abraces fuerte
Y que tu silencio
Traiga mucha calma
Que la noche venga lenta
Como nieve
Y nos ha hecho enlazadas
Las espaldas

Y no me preguntes
Que es lo que pasa
No traigo heridas
Pero solo que preciso
Notarte bien dentro
Sentirme en casa
Saber que es muy cierto
Que estoy contigo

Y no me preguntes
Que es lo que pasa
No traigo heridas
Pero solo que preciso
Notarte bien dentro
Sentirme en casa
Saber que es muy cierto
Que estoy contigo

Hoy necesito
Que me abraces fuerte
Por encima de los miedos
Y prejuicios
Que alcances ya los huesos
Y me despiertes lejos
De esta torpe selva
A fin de siglo


Letras transcritas por Diego Vanegas

Liberal Geral (Terra Samba)

Nada mal, curtir o Terra Samba, não é nada mal
Que legal, é só entrar no clima e liberar geral

E vira e mexe a noite inteira, ô, ô, ô...
No meio da ladeira...
Vai levantar poeira, ah, ah...
Perder a estribeira

No Terra Samba é assim
Suingue, suingue pra você e pra mim
E sinta no corpo e no samba que eu quero ficar, meu bem

Nada mal, curtir o Terra Samba, não é nada mal
Que legal, é só entrar no clima e liberar geral

Que Pena (Hermanos Lebrón)

Que milagro verte aquí
Pensé que mas nunca te iba ver
Dijiste que habían otros amores
Que querrías conocer
Ya te habías ido por perdida
Ahora mi lado quieres estar
Debes saber que aquellos errores
Tu los tienes que pagar
No quiero causarte dolor
Pero como yo, tu lo tienes que sentir
Esto no se llama injusticia
Esto sí se llama vivir

Que pena me da
Que Pena
Que pena me da
Que Pena
Que pena me da

No creas que no te quiero
Te aseguro que no es verdad
Es que en la mujer que yo tengo
No encuentro una falsedad
No voy a dañar lo de aquí
Eso lo tienes que saber
Mas nunca podré olvidar
Todo lo que paso ayer
Si me quieres pierdes el tiempo
Mas nunca podré sostener
Del dolor de saber que un día
Te puedes echar a correr

Que pena me da
Que Pena
Que pena me da
Que Pena
Que pena me da

Coro :
Que pena me da (x4)

Todo lo que me hiciste
Lo tienes que pagar
No fue que yo lo quise
Que esto es natural
Trata otro de tus amores,
Aunque me va a doler
Nunca me vas a hacer
Dejar a mi mujer

Coro

Pensé que te sentías
Igual como yo
Pero al dejarme aquel día
Ni pena te dio
Prueba la misma medicina
Que me hiciste probar
Somos los dos humanos
Somos los dos igual

Coro

Te dejo con mal gusto
No vayas a llorar
Ya tu ves que no puedo
Ya esconderme ni ilusionar
Se que tu eres capable de
encontrarte un querer
Pero ahora te digo
No mires paraca mujer ... Que pena

Coro

En mi hallaste un amor sincero
Que no supiste aprovechar
Pensaste que podías irte
Y a tu gusto regresar
Quiero darte la noticia
Que las cosas no son así
Al minuto que te fuiste
Ya no fuiste parte de mi


Letras transcritas por Diego Vanegas

Mangueira (G.R.E.S. Estação Primeira De Mangueira)

A energia do samba
É o combustível do amor - Sou Mangueira
Nos braços do povo fazendo fluir
A verde e rosa na Sapucaí

Mangueira despontou no infinito
Uma explosão de cor
Em sua sutileza e dom divino
O universo Deus criou
Fez a luz, separou da escuridão
Coloriu de verde e rosa
Toda a sua criação
O mundo gira avança a tecnologia
A ciência faz o homem acreditar
Que a vida é uma fonte de energia pra sonhar

O vento corta o mar
Faz o moinho girar - vem sambar!
Com pensamento de amor, traz alegria no olhar
Que a energia negativa não vai te pegar


O desafio é o ciclo da vida
A água banha e guarda o tesouro desse chão
Da terra vi brotar tanta beleza
Do ventre da mulher uma nação
Mangueira, tu és o ar que eu respiro
O fogo que aquece o meu coração
A esperança de um novo amanhecer
É reciclar, sobreviver
Se me desafiar, pode contar, não vou desistir
Pois a energia é o nosso desafio
E o nosso desafio é aqui

A energia do samba
É o combustível do amor - Sou Mangueira
Nos braços do povo fazendo fluir
A verde e rosa na Sapucaí

by zonzon25.skyblog.com

Fim De Semana No Parque (Racionais Mc's)

" A TODA COMUNIDADE POBRE DA ZONA SUL"
Chegou fim de semana todos querem diversão
Só alegria nós estamos no verão, mês de Janeiro
São Paulo Zona Sul
Todo mundo a vontade calor céu azul
Eu quero aproveitar o sol
Encontrar os camaradas prum basquetebol
Não pega nada
Estou à 1 hora da minha quebrada
Logo mais, quero ver todos em paz
Um dois três carros na calçada
Feliz e agitada toda "prayboyzada"
As garagens abertas eles lavam os carros
Disperdiçam a água, eles fazem a festa
Vários estilos vagabundas, motocicletas
Coroa rico boca aberta, isca predileta
De verde florescente queimada sorridente
A mesma vaca loura circulando como sempre
Roda a banca dos playboys do Guarujá
Muitos manos se esquecem na minha não cresce
Sou assim e estou legal, até me leve a mal
Malicioso e realista sou eu Mano Brown
Me de 4 bons motivos pra não ser
Olha meu povo nas favelas e vai perceber
Daqui eu vejo uma caranga do ano
Toda equipada e o tiozinho guiando
Com seus filhos ao lado estão indo ao parque
Eufóricos brinquedos eletrônicos
Automaticamente eu imagino
A molecada lá da área como é que tá
Provalvelmente correndo pra lá e pra cá
Jogando bola descalços nas ruas de terra
É, brincam do jeito que dá
Gritando palavrão é o jeito deles
Eles não tem video-game às vezes nem televisão
Mas todos eles têm um dom São Cosme São Damião
A única proteção.
No último natal papai Noel escondeu um brinquedo
Prateado, brilhava no meio do mato
Um menininho de 10 anos achou o presente,
Era de ferro com 12 balas no pente
E fim de ano foi melhor pra muita gente
Eles também gostariam de ter bicicleta
De ver seu pai fazendo cooper tipo atleta
Gostam de ir ao parque e se divertir
E que alguém os ensinasse a dirigir
Mas eles só querem paz e mesmo assim é um sonho
Fim de semana do Parque Sto. Antônio.

(Refrão):
Vamos passear no Parque
Deixa o menino brincar
Fim de Semana no parque
Vou rezar pra esse domingo não chover

Olha só aquele clube que dahora
Olha aquela quadra, olha aquele campo
Olha, Olha quanta gente
Tem sorveteria cinema piscina quente
Olha quanto boy, olha quanta mina
Afoga essa vaca dentro da piscina
Tem corrida de kart dá pra ver
É igualzinho o que eu ví ontem na TV
Olha só aquele clube que da hora,
Olha o pretinho vendo tudo do lado de fora
Nem se lembra do dinheiro que tem que levar
Do seu pai bem louco gritando dentro do bar
Nem se lembra de ontem, de hoje e o futuro
Ele apenas sonha através do muro...
Milhares de casas amontoadas
Ruas de terra esse é o morro
A minha área me espera
Gritaria na feira (vamos chegando!)
Pode crer eu gosto disso mais calor humano
Na periferia a alegria é igual
É quase meio dia a euforia é geral
É lá que moram meus irmãos meus amigos
E a maioria por aqui se parece comigo
E eu também sou bam bam bam e o que manda
O pessoal desde às 10 da manhã está no samba
Preste atenção no repique atenção no acorde
(Como é que é Mano Brown?)
Pode crer pela ordem
A número número 1 de baixa renda da cidade
Comunidade Zona Sul é dignidade
Tem um corpo no escadão a tiazinha desce o morro
Polícia a morte, polícia socorro
Aqui não vejo nenhum clube poliesportivo
Pra molecada frequentar nenhum incentivo
O investimento no lazer é muito escasso
O centro comunitário é um fracasso
Mas aí se quiser se destruir está no lugar certo
Tem bebida e cocaína sempre por perto
A cada esquina 100 200 metros
Nem sempre é bom ser esperto
Schimth, Taurus, Rossi, Dreyer ou Campari
Pronúncia agradável estratago inevitável
Nomes estrangeiros que estão no nosso meio pra matar M.E.R.D.A.
Como se fosse ontem ainda me lembro
7 horas sábado 4 de Dezembro
Uma bala uma moto com 2 imbecís
Mataram nosso mano que fazia o morro mais feliz
E indiretamente ainda faz, mano Rogério esteja em paz
Vigiando lá de cima
A molecada do Parque Regina
(Refrão)
Tô cansado dessa porra de toda essa bobagem
Alcolismo, vingança treta malandragem
Mãe angustiada filho problemático
Famílias destruídas fins de semana trágicos
O sistema quer isso a molecada tem que aprender
Fim de semana no Parque Ipê
(Refrão)
"Pode crer Racionais Mc's e Negritude Junior juntos
Vamos investir em nós mesmos mantendo distância das
Drogas e do alcool.
Aí rapaziada do Parque Ipê, Jd. São Luiz, Jd. Ingá, Parque Ararí, Váz de Lima
Morro do Piolho e Vale das Virtudes e Pirajussara
É isso aí mano Brown (é isso ai Netinho paz à todos)"

Jose Sabia (La Vela Puerca)

José sabía que no puede ser
que esos amores no pueden durar
y que la vida es así
que te da sólo pa' quitarte

Y así arrancó para algún callejón
mirando un hada, escuchando un adiós
adiós a todo placer
que te saque de la amargura

El mostrador ya no aguantaba más
de codo un callo y de pié por la fe
que tiene le que se cayó
para levantarse de nuevo

Ya no había letras pa' su caminar
amanecía y la feria otra vez
buscándole su lugar
para el que se la juega entero

y sin embargo levantó
copas y copas al dolor

Al dolor de seguir vivo
que es lo bueno que tiene el dolor
y también al placer de ganar y perder
cuando todo parece jodido
es cuando hay que poner

El día se iba y con el su penar
ya estaba listo pa' verla volar
"que no se vaya a caer"
pensaba cuando cerraba el puesto

Y así arrancó para algún callejón
mirando nada, escuchando un adiós
el amor sabe durar
lo que dura en llorar un muerto

Ya se olvidó de lo lindo que fué
ya se olvidó y no se va a acordar más
era feliz sin amor
pensaba y se le caía una gota

No se me quede José por favór
alguna vuelta le vamo' a encontrar
y dejese de pensar
que la música es una nota

Y con orgullo levantó
copas y copas al dolor

Al dolor de seguir vivo
que es lo bueno que tiene el dolor
y también al placer de ganar y perder
cuando todo parece jodido
es cuando hay que poner
si todo parece jodido
es cuando hay que poner

lai lai lai lai rai lai lai rai lai

La Recompenza (Don Omar featuring Hector)

La recompensa mata
Y la vida una sola
Vivir hora tras hora
Para morir y ser yo
La recompensa mata
Y la vida una sola
Vivir hora tras hora
Para morir y ser yo

Abro otro capitulo de corrupcion
Y en mi cancion hago mencion por ejemplo
Como la justicia que por colores se divisa
Policias blancos terminan a palo party de loiza
La super senadora que cambia la historia
No le hace falta escorta pa' guiar su crown victoria
Y el pana mio que cambio la biblia por un rifle automatico
Creeyendo que matar era mas paractico
Ignorando que su espirito mi cristo aclama
Y me dice que no duerme, pues de noche los muertos lo llaman
Y si quieren al culpable de la masacre al inocente
Pues, busquemos al presidente

Me aferre de la verdad
Y afronte la realidad
Por que vivir no es por vivir
Si no vivir pa' superar
Y me aferre de la verdad
Y afronte la realidad
Por que vivir no es por vivir
Si no vivir pa' superar

Yo no soy critico
Ni analista politico
Pero te observo en que existe mas que vivo
Cuellos blancos, banquetes y tembleques
Y van con ellos agreden delincuentes
Su muerte no recibe lo que persevera
Y como Otero tiro a su hija por las escaleras
Hay que ver como la justicia fallece
Tres canciones con lo mismo y Rolandito no aparece
Y por ser claro, yo no temo por mi vida
Que tema Fajardo y Courie por los chavos del SIDA.

Me aferre de la verdad
Y afronte la realidad
Por que vivir no es por vivir
Si no vivir pa' superar
Y me aferre de la verdad
Y afronte la realidad
Por que vivir no es por vivir
Si no vivir pa' superar

Descuidate que siempre podran matar la gente...
pero jamas la idea...
y si nos matan, que puede pasar?
aqui somos simples muertos...
todos viviendo bajo la misma sociedad...
Hector, el bambino, y Don Omar!
supera esta letra ahora!

The Boy From Ipanema (Andien)

Tall, and tan, and young, and handsome
The boy from Ipanema goes walking
And when he passes
Each one he passes goes - "ah."

When he walks he's like a samba
That swings so cool and sways so gentle
That when he passes
Each one he passes goes - "ah."

Oh, but I watch him so sadly
How can I tell him I love him
Yes I would give my heart gladly
But each day when he walks to the sea
He looks straight ahead, not at me

Tall, and tan, and young and handsome
The boy from Ipanema goes walking
And when he passes
I smile - but he doesn't see

Olha que coisa mais linda,
mais cheia de graça
É ela menino
que vem e que passa
Num doce balanço
caminho do mar
Moço do corpo dourado
do sol de Ipanema
O seu balançado
é mais que um poema
É a coisa mais linda
que já vi passar

Oh, but I watch him so sadly
How can I tell him I love him
Oh yes I would give my heart gladly
But each day when he walks to the sea
He looks straight ahead, not at me

Tall, and tan, and young and handsome
The boy from Ipanema goes walking
And when he passes
I smile - but he doesn't see
No he doens't see
He just doens't see
No he doesn't see
He just doesn't see
He's...not for me
He just...doesn't see
No he doesn't see
He just doesn't see...

Brasileiro (The Funk **ers)

BRASILEIRO
Letra: B. Black
Música: B. Black, Flávio, León e Gracindo
As frustrações perante a vida me corroem com a força e a dor de
uma lâmina profunda de agonia.
Insatisfação total provoca a guerra que me encerra, prisão aberta
do dia-a-dia.
Meu coração queima de ódio, minhas veias estouram pelo corpo
inteiro.
Vontade de destruir tudo à minha frente, tudo ao meu redor,
Purificação a qualquer preço
O afeto eu desconheço
Trespassado e humilhado por mim mesmo
Não pertenço mais a este mundo!

E como pode haver igualdade,
Se além de saúde e ensino,
Lhes tiram também a integridade?
Nesta cidade, império da maldade, onde reina a mais pura falsidade...
Matam crianças
banho de sangue
no baile funk
malditas guerras de gangues
Enquanto se matam apenas pra se divertir
não param pra pensar, nem sequer um minuto, em se unir
Facilitando o trabalho de quem quer nos trucidar
Voltando a arma contra sua própria cabeça,
prontos pra atirar!

O sistema é todo errado
a justiça é corrupta
As leis foram feitas por um burguês filha-da-puta,
Então, não conte com isso na sua luta para viver,
Se você não for safo, corre o risco de se fuder!

Brasileiro nato!
Bicho do mato, acuado em seu próprio terreno

Brasileiro nato!
Se eu não morro, eu mato e continuo morrendo

E você do poder, se liga na parada
Você que desdenha, pisa em cima
Caga na cabeça da rapaziada,
Fique esperto e ouça bem o que eu vou lhe dizer:
Um dia toda esta revolta, tenho certeza, vai crescer....
Sentimento intrínseco, do cidadão violentado
Tomado pelo ódio, encontrará o culpado...
Por isso, eu digo, isto é apenas um lembrete pra você não se esquecer:
Neste dia todo este ódio pode, e irá, se virar contra você!

Instituição Falida II (The Funk **ers)

INSTITUIÇÃO FALIDA II
Letra: B. Black
Música: Sarmento, Flávio, León e Gracindo
Porrada no trabalhador
Que se esforça com ardor,
Quando reclama é infrator,
Um dia de fome,
Um dia de dor,
Suando pra ganhar mixaria,
Trabalha duro todo dia
Trabalha como um condenado
Por um salário minguado
Metralha o trabalhador,
Sem hesitar um instante:
"Todo preto é safado,
Confundi com assaltante"
Metralha o trabalhador
Quando sai da favela,
E seu corpo se estatela
Num rápido instante sem dor
Porrada no manifestante
Que reivindica seus direitos:
"Estão quebrando a ordem pública!"
Pedidos não satisfeitos
Pra cada um policial
Vinte mil marginais!

Declaração policial, diarréia verbal!!!

Com sua falsa moral
"Estamos defendendo a sociedade"
Saem metendo o pau
Ensanguentando toda a cidade,
Vigário Geral,
Favela Naval,
Baixada, Candelária,
Pequenos exemplos
Do que eles fazem na calada

Oprimindo o povo,
Com sua atitude feroz,
Filhos da puta fardados
E pagos por nós
E a TV, a "rede do povo", só contribui
Mani**ndo a nossa gente,
fazendo do cérebro um pus;
pus fedorento, de cérebro morto
Lobotomia federal, escorrendo pelo esgoto,
Mas, o quê?!


Video


Bajar video=download video: http://www.4shared.com/file/158703040/d34dae02/samba_2010_letra.html audio: http://www.4shared.com/file/162175790/841feb6/Carumbe...




Mp3, Musica, Descarga, Letras, Canciones, Conciertos, Boletos, Live, Video, DVD, Gratis, Discografia, Mpeg, Compra, Grupo, Artista, Album, Coleccion, Archivo, Eventos, Busca, CD